Resenha O Quebra Nozes e os Quatro Reinos - Dia Brasil News - Notícias de Última Hora Tecnologia,Entrenimento,Humor

ULTIMAS

sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Resenha O Quebra Nozes e os Quatro Reinos


Hoje, apesar das ressalvas quanto à sua apagada protagonista. O Quebra-Nozes e os Quatro Reinos, não tem problemas em dar protagonismo, à sua personagem principal - que não é o personagem título, diga-se mas passa longe de recriar a magia do original.

Especial, a chave para um mundo mágico. Obviamente, esta terra especial passa por problemas, e a garota vai usar sua mente curiosa e criativa para tentar reconciliar os Reino dos Doces, o Reino das Neves, o Reino das Flores e o misterioso Quarto Reino.

Dar mais função e empoderamento à Clara, expandir o universo mágico e conferir mais complexidade à trama protagonizada por brinquedos é uma escolha acertada para conetar a história do século XIX ao público de hoje. Entretanto, caminho escolhido pelo roteiro é a previsível fórmula já repetida diversas vezes pelo estúdio. Formato no qual as conveniências e pouca profundidade não passam mais despercebidos pela audiência.

Se quer tem conhecimento posterior. E não é apenas o roteiro que trata a protagonista como a escolhida, os próprios pais mostram o favoritismo pela menina. Basta notar que apenas ela ganha a chave para um reino mágico criado por sua mãe, e nele é tratada como filha única. Imagine se Lúcia decidisse ir à Nárnia sem,Pedro,Suzana e Edmundo,A sensação é no mínimo incômoda.

É claro, toda essa previsibilidade vai passar despercebia pela criançada desprovida de bagagem, que vai embarcar na aventura e principalmente no mundo em que ela se passa, este sim deve encantar também os adultos.

Criam um universo rico e detalhes, dentro e fora do reino mágico. O visual de encher os olhos, é sem dúvida o ponto forte do longa, nos faz querer conhecer mais sobre esta terra mágica e os curiosos elementos que a compõem. Conhecimento que, infelizmente, nunca é entregue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário