Atua O Caçador e a Rainha do Gelo


Reinterpretações, prelúdios e spin-offs enchem as telas. Curioso é descobrir que O Caçador e a Rainha do Gelo, é ao mesmo tempo prelúdio, sequencia e spin-off da reinterpretação do conto da Branca de Neve lançado em 2012.

Caçador trazia Kirsten Stuart e Chris "Thor" Hemsworth nos papéis títulos e Charlize Theron como a surtada Rainha Má, Ravena, em uma versão épica (estilo O Senhor dos Anéis) do conto de fadas. Mas a produção chamou atenção mesmo pelos escândalos dos bastidores, quando o diretor casado e a protagonista (na época namorada de Robert Pattinson), foram flagrados juntos.

Desenvolvimento da franquia, que agora foca na origem do caçador, que coincidentemente (ou convenientemente) tem relação com a história da até agora desconhecida irmã de Ravena.

Bondosa e sem poderes irmã Freya (Emily Blunt, no mesmo tom adotado por Charlize). Até que uma grande traição, faz aflorarem tanto os poderes da moça, quanto seu lado malvado. Ela se torna uma rainha do gelo (é, tipo a Elza) que cria seus exércitos desde a infância. Entre eles Erik (Chris Hemsworth) e Sara (Jessica Chastain), que se rebelam e cometem a ousadia de se apaixonar.

Descobrimos que a amorosa esposa morta que formara sua personalidade no primeiro longa, não era exatamente uma mocinha frágil e doce. Ok, talvez tenhamos imaginado errado essa parte. Mas tenho certeza Ravena tinha um irmão/lacaio vivido por Sam Spruell. Mas onde ele está? Mas calma que a sinopse ainda não acabou.

Morte de Ravena (lá no longa original) ela resolve se apoderar de seu espelho mágico. Na verdade é esta a jornada do protagonista, o Caçador, neste longa. Impedir que o espelho mágico aumente o poder de Freya. Ufa!

Postar um comentário

0 Comentários