Grupo de estúdios e empresas - Dia Brasil News - Notícias de Última Hora Tecnologia,Entrenimento,Humor

ULTIMAS

domingo, 3 de novembro de 2019

Grupo de estúdios e empresas


Pode acabar com uma prática bastante comum no mercado: o compartilhamento de senhas para que mais pessoas tenham acesso à Netflix, por exemplo, utilizando uma única conta básica para que várias pessoas aproveitem o conteúdo sob um só pagamento.

Criada ainda em 2017, mas só agora está recebendo novos membros e começando a definir melhor suas prioridades. Além de Netflix, Amazon e estúdios de cinema, operadoras como Comcast, Charter e Bell passaram a fazer parte da instituição e são elas que desejam avaliam essa questão.

Conteúdo", com o objetivo de "criar as melhoras práticas em assunto como compartilhamento impróprio de senhas e criptografia inapropriada".

Executivos veem essa iniciativa com bons olhos. "Consumidores, criadores e distribuidores vão se beneficiar de soluções colaborativas para tornar o conteúdo mais seguro e restringir o uso e a distribuição não autorizada dos direitos, ao mesmo tempo em que preservamos a habilidade do cliente de curtir os direitos do conteúdo que eles compraram na rede, plataforma, aparelho e localização do serviço assinado", disse a Charter.

Afirmando que está estudando a situação, mas ainda não tem qualquer plano relacionado com o assunto. A companhia ainda teme perder muitos consumidores caso comece a cortar acesso de contas compartilhadas, já que nem todas as pessoas passarão a assinar o serviço.

Sistema para encontrar pessoas que dividiam o Plano Família sem serem de fato familiares ou morarem no mesmo local e, segundo o streaming, isso e outras práticas geraram um aumento nos assinantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário