Vacina contra demência e Alzheimer


Testado em humanos em breve possivelmente nos próximos 2 anos.Trata-se de uma vacina que já foi posta à prova em experimentos com ratinhos de laboratório com resultados bastante promissores e que age sobre o sistema imunológico e o ajuda a evitar o surgimento desses problemas neurológicos.

Proteínas no cérebro em um processo geralmente associado ao envelhecimento. As placas formadas por essas substâncias, por sua vez, ocasionam danos aos neurônios e como iferentes tipos delas causam problemas neurológicos distintos, os tratamentos mais comuns costumam agir sobre um tipo pontual de proteína.

Austrália, e do Instituto de Medicina Molecular, também dos EUA consiste em uma combinação de compostos capazes de agir em mais de uma proteína ao mesmo tempo e, portanto, prevenir a formação das placas responsáveis pelo surgimento de demência e do Alzheimer de uma só vez.

Fármacos AV-1980R e AV-1959R, respectivamente – e uma droga chamada Advax, focada em provocar uma resposta imunológica no paciente. Mais precisamente, o coquetel faz com que o organismo produza anticorpos que identificam e se conectam às tais proteínas e o sistema imunológico se ocupa de eliminá-las antes de que ocorra o acúmulo no cérebro.

O que significa que ele tem potencial de evitar o surgimento da demência e do Alzheimer, bem como de reduzir os sintomas caso eles já tenham começado a se manifestar. Ademais, o coquetel se mostrou mais eficaz do que o uso dos componentes farmacológicos da vacina de forma independente para atuar sobre as proteínas.

Postar um comentário

0 Comentários