Apple pagará US$ 500 milhões em indenizações


iPhones na atualização para o iOS 10 finalmente teve fim. A Apple aceitou um acordo e terá que pagar US$ 25 por smartphone afetado pela atualização, totalizando cerca de US$ 500 milhões.

Modelos de iPhone para, supostamente, otimizar no consumo de energia das baterias. A suspeita, que foi discutida em inúmeros fóruns online, se confirmou quando a Apple afirmou que um sistema de gerenciamento dinâmico de energia foi adicionado por atualizações.

Unidades da época: drenagem acelerada de energia e desligamentos inesperados. Entretanto, o recurso limitava a performance do celular e atrasava a execução de várias tarefas o que também afetou o desempenho geral do smartphone até em benchmarks.

Intrigando ainda mais as autoridades e usuários. Posteriormente, a Apple foi investigada por incentivar a troca de baterias e iPhones ao “simular” o fim da vida útil desses aparelhos.

Tiveram iPhone 6; 6 Plus; 6S; 6S Plus,iPhone 7,7 Plus e iPhone SE afetados pela atualização iOS 10.2.1 serão indenizados em US$ 25.

Não ter informado os usuários de que a atualização afetaria negativamente o desempenho de iPhones mais antigos.

Consumo e Supressão de Fraude (DGCCRF), entidade francesa de fiscalização, foi a responsável pela aplicação da multa. As autoridades descreveram as ações da Apple como “prática comercial enganosa por omissão”.

Evidenciar suas falhas em um comunicado, que deverá ser publicado em seu site em até 30 dias.

Postar um comentário

0 Comentários