Como fazer prevenção do coronavirus


Novo coronavírus não param de crescer, alertando para uma epidemia na China e para a necessidade de uma mobilização mundial para cessar a contaminação.

China, já deixou mais de 74 mil pessoas infectadas no país, além de causar mais de 2 mil mortes até 19 de fevereiro de 2020.

Casos da doença são confirmados nos quatro continentes. A melhor atitude, então, é se informar sobre as formas mais eficazes de prevenção.Nesse conteúdo, você vai conferir quais são os 5 cuidados indispensáveis que você precisa ter para se proteger do vírus.

Família de vírus que se manifestou pela primeira vez em 1937. Em 31 de dezembro de 2019, foi identificado um novo tipo de coronavírus, que teve origem no mercado de frutos do mar e de animais vivos da cidade de Wuhan, na China.

Graves infecções respiratórias, o vírus ficou conhecido pela sigla SARS (Severe Acute Respiratory Syndrome ou Síndrome Respiratória Aguda Grave, em tradução livre).

Os tipos de coronavírus

Modificando ao longo do tempo, por isso, os profissionais de saúde viram a necessidade de nomear cada um dos tipos do vírus de maneira diferente.

Nome inicial era novo coronavírus ou SARS-CoV-2, porém, a Organização Mundial da Saúde (OMS), no dia 30 de Janeiro de 2020, anunciou a mudança da nomenclatura do vírus para COVID-19.

Diretrizes da OMS, que aconselham os estudiosos a não darem nomes que referenciem animais, objetos, indivíduos ou grupo de pessoas para os vírus descobertos.

Abaixo os tipos conhecidos:

Beta coronavírus OC43 e HKU1;
Alpha coronavírus 229E e NL63;
MERS-CoV (causador da Síndrome Respiratória do Oriente Médio ou MERS);
SARS-CoV (causador da Síndrome Respiratória Aguda Grave ou SARS);
COVID-19 (o tipo mais recente descoberto).

São os sintomas do coronavírus?

Febre;
Espirros;
Tosse;
Coriza;
Falta de ar.

Causar infecções respiratórias desde um simples resfriado até uma pneumonia severa. Isto vai depender de vários fatores como idade e imunidade.

Respiratórias e a forma mais eficaz de identificar a infecção pelo vírus é procurar um médico assim que os sintomas se manifestarem.

Resfriado, por exemplo, o médico pode identificar a possibilidade de contaminação pelo vírus sabendo do histórico de viagem do paciente ou se ele teve contato com alguém que tenha viajado para a China, Japão, Coreia do Sul e do Norte, Cingapura, Vietnã, Tailândia e Camboja.

Tenha resposta positiva, o médico encaminhará os exames para uma investigação epidemiológica.






FONTE: Minisério da saúde,Unimedfortaleza

Postar um comentário

0 Comentários