Neutrinos podem ter impedido


Explicar a razão de o Universo não ter se aniquilado pouco depois do Big Bang – evento que, segundo o consenso atual entre os cientistas, teria dado origem ao cosmos e, eventualmente, a tudo o que existe nele,além de ajudar a responder um dos maiores mistérios da cosmologia.

Universo sofreu uma dramática expansão e esse processo levou à transformação de energia em matéria. No entanto, segundo acreditam os cientistas, a mesma quantidade de matéria e antimatéria teria se formado nessa fase da evolução do cosmos e, como você deve saber, as duas se destroem mutuamente quando se encontram.

Antimatéria deveriam ter desaparecido – antes de que galáxias, estrelas, planetas e tudo mais que existe no cosmos surgirem. Aliás, seguindo esse mesmo raciocínio, o próprio espaço deveria ter entrado em colapso e se aniquilado.

Abriga uma quantidade absurda de corpos incluindo nós, humanos e,apesar de a antimatéria estar presente no cosmos, até onde se sabe, existe muitíssimo mais matéria convencional. Mas, por quê? E mais: o que provocou esse desequilíbrio entre as duas e onde a antimatéria que havia foi parar, se não topou com a matéria e se aniquilou com ela.

Serem idênticas, elas possuem cargas elétricas opostas. O mesmo pode ser dito a respeito de outras partículas fundamentais descritas no Modelo Padrão, como é o caso dos pares (ou seria melhor chamá-los de antipares,elétron/pósitron e próton/antipróton, por exemplo. Mas também existem partículas com carga neutra que, de acordo com as teorias e dependendo das condições –, poderiam se comportar como suas próprias antipartículas.

Wolfgang Pauli na década de 30 e observadas diretamente nos anos 50 por meio do Experimento Cowan-Reines. Pois os astrofísicos acreditam que os neutrinos podem ter tido algo a ver com o mistério sobre a diferença entre a quantidade de matéria e antimatéria no Universo.

Chamam de “Fase de Transição” – algo parecido com o que ocorre quando a água congela e passa do estado líquido para o sólido. Acontece que algumas partículas, quando são submetidas a determinadas temperaturas, mudam de comportamento, e o que os astrofísicos sugerem é que essa fase de transição fez com que surgissem tubos feitos de campos magnéticos ou filamentos cósmicos. Aproveitando a analogia do congelamento da água, pense nas fissuras que aparecem no gelo em determinadas situações. Bem, algo assim.

Postar um comentário

0 Comentários