Poderosos e baratos Xiaomi lança Redmi Note 9


Redmi Note 9 Pro Max, os novos dispositivos intermediários da empresa focados em custo-benefício. Com valores partindo de 12.999 rúpias (R$ 833), os smartphones não economizam em certos aspectos, trazendo especificações que incluem quatro câmeras e uma bateria "espaçosa".

Resolução Full HD e um buraco para comportar a câmera frontal de 16 MP. O processador é o Snapdragon 720G, modelo intermediário da Qualcomm que possui otimizações para games. Os aparelhos também vem com quatro câmeras na traseira e com uma bateria potente de 5.020 mAh.

Mesma tecnologia utilizada na tela, conexão USB Tipo-C, entrada dedicada para fone de ouvido e sensor de digitais localizado na lateral.

O modelo Max tem suporte para recarga rápida de 33W e vem com carregador do tipo na caixa, enquanto o Redmi Note 9 Pro possui a tecnologia de 18W. O dispositivo mais potente também chega com o mínimo de 6 GB de RAM, além de trazer um sensor de fotos melhor.

Redmi Note 9 Pro tem como destaque uma câmera de 64 MP. Já o dispositivo mais modesto vem equipado com uma solução principal de 48 MP. O restante dos sensores é igual nos dois dispositivos: 8 MP Ultrawide com 199° de ângulo de visão, 5 MP Macro e 2 MP para profundidade de campo.

Xiaomi começam a ser vendidos na Índia a partir de 17 de março com os seguintes preços e especificações:

Redmi Note 9 Pro de 4 GB/64 GB -  12.999 rúpias (R$ 833)

Redmi Note 9 Pro de 6 GB/128 GB - 15.999 rúpias (R$ 1.027)

Redmi Note 9 Pro Max de 6 GB/ 64 GB - 14.999 rúpias (R$ 963)

Redmi Note 9 Pro Max de 6 GB/128 GB - 16.999 rúpias (R$ 1.091)

Redmi Note 9 Pro Max de  8 GB/128 GB - 18.999 rúpias (R$ 1.219)

Smartphones em outros locais. Ainda assim, como o Redmi Note 7 e Note 8 fizeram bastante sucesso por aqui, a tendência é que os novos dispositivos sejam lançados no Brasil futuramente.

Postar um comentário

0 Comentários